Campanha - Claudiomiro Segatto

16 de Julho de 2019

Atleta mesa-tenista Paralímpico, que representou o Brasil nos Jogos Paralímpicos (Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016)  e pentacampeão Parapan-Americano (2007, 2009, 2011, 2013, 2015), jogando pela modalidade há 18 anos, Segatto é conhecido como o “Rei das Américas” do tênis de mesa. Possui 47 medalhas nas etapas de Circuitos Mundiais, foi 15 vezes campeão em Campeonatos Brasileiros, 29 vezes campeão em Copas Brasil e 3 vezes nomeado por voto popular como Orgulho Paranaense.
     Recentemente, Segatto passou por um comitê médico e recebeu a notícia inesperada de que mudará de categoria. Ao invés de usar a cadeira de rodas, usará uma prótese esportiva. Por consequência, sua vaga no Parapan 2019 pode estar comprometida.
     Os maiores problemas enfrentados pelos esportes paralímpicos são a falta de incentivo, investimento e divulgação. O preço de uma prótese é alto, tornando esta mais uma dificuldade para o atleta continuar competindo, além do processo de adaptação à uma nova forma de jogar.
     Felizmente, a empresa Ottobock fez uma parceria com o mesa-tenista, favorecendo e custeando R$ 11.400,00do valor total da prótese. O Clube Duque de Caxias também fez sua contribuição (R$ 5.000,00), mas ainda não foi suficiente para cobrir todo o valor, por isso contamos com sua ajuda para estimular cada vez mais nosso grande atleta!

      A meta é atingir R$13.500,00. Faça sua contribuição pelo link: Atleta mesa-tenista Paralímpico, que representou o Brasil nos Jogos Paralímpicos (Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016)  e pentacampeão Parapan-Americano (2007, 2009, 2011, 2013, 2015), jogando pela modalidade há 18 anos, Segatto é conhecido como o “Rei das Américas” do tênis de mesa. Possui 47 medalhas nas etapas de Circuitos Mundiais, foi 15 vezes campeão em Campeonatos Brasileiros, 29 vezes campeão em Copas Brasil e 3 vezes nomeado por voto popular como Orgulho Paranaense.
     Recentemente, Segatto passou por um comitê médico e recebeu a notícia inesperada de que mudará de categoria. Ao invés de usar a cadeira de rodas, usará uma prótese esportiva. Por consequência, sua vaga no Parapan 2019 pode estar comprometida.
     Os maiores problemas enfrentados pelos esportes paralímpicos são a falta de incentivo, investimento e divulgação. O preço de uma prótese é alto, tornando esta mais uma dificuldade para o atleta continuar competindo, além do processo de adaptação à uma nova forma de jogar.
     Felizmente, a empresa Ottobock fez uma parceria com o mesa-tenista, favorecendo e custeando R$ 11.400,00do valor total da prótese. O Clube Duque de Caxias também fez sua contribuição (R$ 5.000,00), mas ainda não foi suficiente para cobrir todo o valor, por isso contamos com sua ajuda para estimular cada vez mais nosso grande atleta!

      A meta é atingir R$13.500,00. Faça sua contribuição pelo link: http://vaka.me/602478

     O Segatto está sempre pelo Clube treinando, vem conhecer e conversar com ele!